segunda-feira, 28 de março de 2011

She & Him - You Really Got a Hold On Me


I don't like you, but I love you
Seems that I'm always thinkin' of you
(...)
I don't want you, but I need you
Don't wanna kiss you, but I need to
(...)
I love you and all I want you to do is just
hold me
hold me
hold me
hold me...

sexta-feira, 25 de março de 2011

Amante de expressões



Assim, derramada em cada página,
Encontrando em tantas nuvens, singelas declarações,
letras em papéis, palavras na tela, sons ao ouvido e até olhos se derretendo em poesia.
Já li cartas, já ouvi músicas, guardo até um imenso coração de papel.
Essa sou eu,
um dia consciente do termo ''Querida''.



quinta-feira, 24 de março de 2011

Rememore/Enamore

Despertei bonita,
ao som de Luz Antiga.
Sou estranha da rotina,
meu verbo é surpreender,
Meu adjetivo: inconstante,
Não quero dias previsíveis,
Não quero perplexidade de amor.
Quero extinção do individualismo.

Enamore em todos os seus significados.


terça-feira, 22 de março de 2011

Noites de Outros Dias



' Amanhã vai trabalhar, talvez almoçar
Pra de noite se deitar de novo.. '

terça-feira, 15 de março de 2011

Cada pedacinho se sentindo seu

Andando pela brisa gelada e tomando na pele a umidade aguda do anoitecer, recebendo as luzes de carros, e sons de uma cidade,
passando por pessoas, atravessando ruas, percorrendo ao contrário o caminho realmente desejado, não era capaz de reparar em nenhum desses detalhes citados
Estava completamente envolvida pela imensidão daquele sentimento.
Não recorda de ter estado assim antes. Um aperto, algo maior, muito superior a si.
Mas da onde viria essa sensatez em relação ao amor sentido?

Eu nunca havia acumulado tanto amor à alguém num filete de tempo.
Eu nunca desejei tanto estar pra sempre com a mesma pessoa. Eu nunca me senti tão satisfeita com a linha da minha vida.
E acredito que não mais, não sentirei mais essa tontura de sobrecarga de amor por qualquer outra coisa que exista.

Levei algumas boas horas pra relevar o pessimismo e absorver esse ascender de amor.
Que da simplicidade com que era sentido veio se tornar invariável e incondicional.


segunda-feira, 14 de março de 2011

Texto de Tati Bernardi

Ele não é só um cara..
Esse sim, esquenta as suas mãos e escuta os seus impropérios e gracinhas com o mesmo apego.
Ele não te deixou apodrecendo ali onde você não pudesse incomodar.
Ele é diferente de tudo o que é errado em seu mundo e em outros mundos.
Você diria que ele salvou sua vida se não soasse tão dramático.
Ele não faz planos ou promessas, só surpresas, te ensinou a gostar de surpresas. Ele é diferente.
Ele não é só um cara.
Ele te ouve como se te entendesse, fala como quem soubesse o que dizer e não diz nada muitas vezes, porque ele entende os silêncios.
Ele existe.
Você sabe que seriam bons amigos, bons parceiros, bons inimigos, mas você prefere ser a garota dele.
E sabe que serão importantes na história um do outro para sempre, independentemente de tudo que estiver pra acontecer.
Porque ele não é só um cara. Você não quer mais só um cara.
E ele é tudo que você quer.