domingo, 5 de dezembro de 2010

Esclarecendo sobre meus sorrisos

Se me encontrarem com um pequeno sorriso, e um olhar remoto aqui segue a explicação:

Ele.

O pensamento intrínseco pode ser dito; o segredo desagradável, revelado,
Brincadeiras bobas, medos, desejos, momentos só meus e tudo mais que me pertence é dividido sem receio ou apreensão.
E a felicidade estampada no meu rosto é apenas um resultado óbvio de cada sorriso dele, braços, abraços, gracejos, olhares sinceros, e uma infinidade de pequenas demonstrações de amor num pequeno espaço entre eu e ele.

Gosto de ter o pensamento egoísta que só eu sei o que é lembrar de um simples entrelaçar das mãos e sentir o bem em todas as suas formas.
Sem mais palavras ou frases pra escrever,
eu não quero dividir nada que não seja com ele.
Fiquem apenas sabendo que encontrei nele meu sentimento mais nobre e intenso.


Nenhum comentário: