terça-feira, 31 de agosto de 2010

Renascer


Assim como uma flor que nasce na rachadura de uma calçada pode ser pisoteada,
não quer dizer que sua raiz não esteja lá,
e que ela não possa renascer..
Mais forte, e mais bonita!

domingo, 29 de agosto de 2010

sábado, 28 de agosto de 2010

Episódio de tolice

Ler, ouvir, vivenciar
E posso então fazer uma união dos três e escrever.

Ansiedade é algo unificado com o desejo. Quando você quer algo, você anseia para conquistar, para ter aquilo que seu desejo quer por um determinado motivo, que nem sempre fica esclarecido.
Todos desejam inúmeras conquistas materiais, na qual sempre se diz 'Quanto mais se tem, mais se quer' e não há nada de horrível nisso, pois quando se acaba o desejo e a força de conquistar o vazio é enorme, não há ansiedade, que é o combustível para se buscar, lutar.
É aquele desespero de tirar a carta de motorista, de comprar aquela roupa da vitrine, o primeiro carro, são conquistas, são desejos, e que quando conseguidos perdem seu valor inicial do qual a ansiedade faz com que ele tenha, perde-se o valor.
Ai sim digo o que é horrível: é fazer isso com pessoas.

Promessa é algo que complica a vida de bocudos que não sabem o que é valor, que para conseguir, agora sim a pessoa que lhe causa desejo, diz que vai mover fundos e mundos e depois não sabe o valor e quer deixar tudo pra trás como se você comprasse uma blusa que não gostou, então a coloca no fundo da gaveta, ou dá pra alguém, vende, enfim.
Mas pessoas pensam, sentem, e criam suas devidas expectativas quando há alguém. Só não seja inocente de pensar que promessas se criam com palavras! Atitude é sim o espelho do pensamento, e olhar como alguém se comporta vai criar a imagem do que essa pessoa pensa e quer de você, é inevitável achar isso ou aquilo de alguém.
E eu realmente lamento muito por quem se comporta assim, tratando pessoas como objetos de conquista para satisfazer desejos e depois querer jogar ao vento todas as atitudes tomadas inicialmente que são determinantes para criar no outro uma expectativa de amor.Você despertou no outro o desejo e é totalmente responsável por isso.

Claro que há outras faces para se discutir em se tratando do período de conquistar alguém para si. Mas a um grosso modo, o alicerce, o básico é que quando se percebe alguém querendo te conquistar, te desejando, em frente toda a beleza das atitudes, o encantamento não permite que pense algo ruim, e uma boba como eu e como outras tantas criam a ilusão, a esperança já assassinada de querer muito mais, já que quem conquista oferece a sua mente uma série de caminhos.
E não culpo o iludido e nem os que gracejam.
Mas é triste sim, é complicado, é difícil mesmo entender o que a pessoa quer, pensa e sente, e principalmente quando não se está disposto a ouvir, entender e respeitar a decisão do outro, porque a sua é totalmente diferente. No fim o que é unido por afinidades é destruído por infinitas individualidades.
E nesse jogo de tabuleiro, onde se eliminam as damas para se chegar a Rainha, que é feito com pessoas, é totalmente traumático e enlouquecedor se estiver regado de amor.

E o desgosto de tudo é mendigar amor a alguém. E no desespero de que agradar não resolve, muda-se para o agredir e perde-se a cabeça numa tentativa desesperada de conquistar o sentimento inexistente do outro que é real em você.
E mesmo tendo atitudes insanas você sabe o que deve fazer, o que deve pensar e o que deve sentir, mas o sentir já não é algo que todo mundo sabe controlar.
Eu não sei.

E depois de querer justificar tantas coisas nas entrelinhas do meu texto, eu apenas precisava me ouvir pra crer que eu não sou essa ridícula que mendiga amor, e apesar de não ter o poder de mudar certos sentimentos ainda, eu tenho o poder de decidir que não quero pedir esmola ao amor de alguém.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

SINCERAMENTE - CACHORRO GRANDE




'Gostei do seu charme e do seu groove
Gostei do jeito como rola com você
Gostei do seu papo e do seu perfume
Gostei do jeito como eu rolo com você..'

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Podre, pobre sentir.

E é tão fora de moda,
AMAR é brega!
E ninguém quer ser cafona.

Olhadelas bobas de quem gosta,
Abraços pra proteger,
Beijos apaixonados, carregados de carinho,
munidos de afeto,
Sexo por desejo, união, concretização de amor..
Já foi confirmada a extinção?

Tudo é uma satisfação carnal,
um comodismo qualquer,
a procura egoísta de apenas dar um sossego na carência,

E porque atender o telefone?
Procurar?
Responder?

Amores banais,
Amores carnais,
Carinhos e gestos inúteis,
Um não relacionamento,
Um momento ao vento,
com alguém que é pra você o menos que ele pode ser,

Amor de verdade eu já senti,
E apesar de andar um tanto incrédula, é o que espero,
O que eu quero é bem mais do que alicerces e estruturas de flores mortas.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Meu mundinho Teu


Pouco conhecemos, pouco sabemos sobre sentimentos complexos, pensamentos complementares, sonhos-dois,
Sei que na nossa dimensão você me faz rir alto,
meus sorrisos tem a cor do dia mais bonito,
meu olhar fica tom de bobobrilhante, mãos querem agradar, braços, abraços,
Nossos pequenos segredos e desejos sendo revelados,
E as vezes, quando distante, sinto uma vontade de me transportar pra esse meu mundinho teu

Gosto do nosso pequeno universo,
Criamos nosso planeta, nossas constelações, nosso espaço-tempo
e o que é o seu real, ou o meu real, pouco importa,
O certo é que só me trás o bem!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

A Flor do teu ventre

E talvez seja sim um mecanismo de defesa eu não pensar e não me importar,
essa repulsa em lembrar daquele tempo tão ruim, e agora que tento relembrar é como se tivesse sido um sonho ruim que eu apenas vejo uns pedacinhos atrás de uma grande névoa negra.

Mas é claro que te amo,
É claro que sinto cada pouco que eu sei do seu sofrimento,
mas isso não impede de eu te culpar de certas coisas e certas atitudes,
Você me fez crescer, me julgou e me jogou
e sim eu tive que me virar,
E já parou pra pensar quantos baldes eu já chutei nesse pouco tempo?

Chute o seu e de verdade,
seja a mulher que eu queria ser, pra eu ter com quem contar, admirar
Estou cansada de ter coisas ruins acontecendo comigo e você nem saber,
e cansada de saber pelos outros que você é tão menos do que eu,
E novamente meu botão de defesa ativa, e já não me importo mais.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Então vem!


Meu herói do medo,
do olhar sem jeito, riso escondido,
Um receio de movimento, carinho calculado,
Palavras simétricas,

Não tenho medo de você,
não tenho medo de te conhecer,
O que tens é bem maior do que
Sonhos, criações e pensamentos de menino,
Você ultrapassa, excede,
é intenso,
inquieto,
você é poema
que eu vou ler, vou recitar,
e vou compreender..

Guarda suas dúvidas num envelope que eu vou buscar,
e quem sabe eu possa te responder,
E eu te digo querido,
Não se confunda, não se resguarde tanto,
eu prometo que não será mau.




quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Presa.

Olhando para o meu rosto,
Para os meus olhos, eu sei que estou cansada, de tanto transtorno, confusões e desilusões.
Estamos em Agosto?
E como foi que tudo mudou tanto?
O que aconteceu?
Eu não sei bem quando e como foi que tudo ficou do jeito que está agora,
não me lembro quando comecei agir assim,
não me lembro quando foi que deixei de acreditar em tudo que realmente era importante e concreto na minha cabeça,
Só consigo mesmo me lembrar é que sempre me perdi em supostos amores,
Em nuvens de sentimentos e promessas,
Em olhares, bocas e sorrisos, palavras e poemas,

E acabo aqui com o semblante triste e carregado,
com os objetivos todos jogados num canto,
Acordando sem motivo aparente,
Andando pra lugar nenhum,
E com esse olhar vazio e
minha boca sussurrando apenas pra tudo voltar, enquanto tudo parece tão mais fácil pra você.



terça-feira, 10 de agosto de 2010

Crying, Waiting, Hoping



No more crying
No more waiting
No more hoping
That you come back to me

terça-feira, 3 de agosto de 2010

You

Gosto de pensar que são os dias assim que me deixam mais e mais em você,
Talvez porque o que somos foram dias de frio, dias de chuva, e combinou bem com tudo que aconteceu,
Combina com nosso romance quebrado,

A saudade, a falta e a necessidade que eu sinto não vão diminuir em dias de sol, em dias de festa, muito menos em dias comuns..
E acredito que até aumente, enfim serão só fatos pra tentar cobrir todo o vazio que ficou da escrita que não pude terminar,
Das palavras que eu não posso dizer,
Do sentimento não declarado,
das vontades guardadas,
do que não vou compartilhar..
Os meus risos que não verá,
Meus olhos que não querem mais olhar,

E mesmo que cada palavrasorrisoconversasolharesbeijos estejam aqui,
eu não quero mais que tudo isso exista.