quarta-feira, 28 de julho de 2010

Pedra Falsa..

Meu pai me mandou isso uma vez,
e na verdade, é sempre o que eu preciso escutar..

Ás vezes a gente briga por alguém.
Batalha, chora, luta, enfrenta o mundo,
Vai-se do orgulho conhecer o fundo,
Tira-se energia da onde não se tem.

Passam-se limites e vai mais além,
Daquilo que alguns chamam resistência, sem sequer medir as consequências e sem avaliar os riscos também,

Até que um dia se vence a batalha,
porém uma coisa estranha se espalha, trazendo à vitória, um amargo sabor.
É quando se vê ali,
que aquela jóia que tanto luzia,
Era uma pedra falsa sem nenhum valor.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Elevado de Deus

Menino,

Quero desvendar o teu mistério,
quero te explicar o que ta dificil de entender,
dizer o que você ta querendo escutar,

Ah menino de encantos e feitiços,
rimas, paixões,
Voce é uma nuvem de poesia, segredos e romances,
dúvidas e apelos,
querendo beijos e abraços por trás desse seu retiro..

Eu posso ser a chave da porta que voce ta querendo abrir,
Me reescreva,

Me deixe ser,
nem que por pouco tempo,

a falsa musa de um bom poeta.

There is always hope..

sábado, 24 de julho de 2010

Arremessado ao Ventilador.


Imagine qualquer coisa sendo arremessada em um enorme ventilador,
Talvez isso quebre, entorte, estrague, não sirva pra mais nada..
Quem sabe você nem se importe, arremessou algo superficial, um objeto qualquer,

mas não,
a menina não pegou um pedaço de papel, um brinquedo velho,
ela jogou o que tinha de mais sincero e bonito, seus sentimentos intensos e incontestáveis, e agora os olhos cheios d'agua olham os estilhaços que ainda ficaram por ali..
Você percebe que o seu pequeno coração se lamenta por ter apostado que o ventilador não era tão forte, nem destrutivo, afinal era só vento.. vazio, ausência.

E ela se entristece mais ao ver os olhos do apostador trocar paixão, por compaixão..
Sendo que antes dela tomar consciência do desafio, do jogo, oferecerá a ele aquela expectativa de amor..


segunda-feira, 19 de julho de 2010

Segredos da mais bela flor

Mulher não abandona-se assim,
Não é com simplicidade que se rende,
é sensibilidade, sentimentalismo,
É uma arte suave e intensa, é uma ciência desconhecida,
São fortes braços pra segurar, alma pura pra entender, perdoar,
Olhos prontos pra te envenenar, apreciar, compreender,
E me coloco aqui como alguém pra caminhar e acrescentar sorrisos,
E dar abrigo mesmo que seja guerra,
Mas se não é ...
não me proporciona nenhum valor,
e não quero caprichos.


quinta-feira, 15 de julho de 2010

Me perdendo ou se ganhando..

E continua,
afinal, mesmo que você deseje parar, nada vai parar,
Eu tentei te entender,
e como sempre disse o que senti,
E na verdade desisto de contar minhas histórias e de dar explicações sobre o que fiz,
não faz a menor diferença,
E em outras palavras o que eu tento te dizer é que eu sei o seu valor,
ou talvez invento seu valor pra que você também reinvente o meu.
Mas você não ve, você não quer olhar..

E o que isso realmente me causa?
Um sorriso no canto da boca,
um suspiro seguido de um riso,
Mais um,
outro,
Alguém que pra variar passou e saiu e que talvez um dia eu comente a vaga e vã presença que fez na minha história.
E de novo eu rio,
porque a culpa não me pertence.


terça-feira, 13 de julho de 2010

E tudo muda de lugar..

Quem está agora, um dia não vai mais estar,
E você não vai usar mais aquele mesmo paletó,
E o que te agrada, talvez te incomode..
E com a calma e simplicidade que o tempo passa, ele leva tudo isso que agora cria minhocas na sua cabeça, só o que realmente importa vai ficar.

Não tenho uma idéia formada sobre destino, e caminhos certos pra seguir, o que acredito é que sempre há mais de uma escolha a se fazer.. Certa ou errada? Mais tarde vai perceber.


Calma criança,
ainda não sabe qual brinquedo vai escolher?
Carrossel, Roda Gigante?
Nenhum vai te fazer crescer,
Você já não é menino,
Suas decisões você que tem que resolver.


domingo, 11 de julho de 2010

Vou te roubar!

Uma explosão de caminhos,
encruzilhada é elogio,
um abismo de opções que parecem me engolir de um jeito impetuoso e com amor.

Mas eu sei que eu preciso te encontrar,
porque você
É a minha perfeita forma de ser.

Já não busco o pra sempre, já que nenhum amanhã é meu.
Quero compartilhar a mesma sorte,
o mesmo sol e o mesmo entardecer,
não me julgue mal, não me condene assim.

Não quero escrever um livro de começo, meio e fim,
Quero apenas sonetos,
intensos, que despertam o sentimento, inspira versos,
que é mais bonito e não,
não precisa de grandes explicações,
afinal só quem escreveu sabe a beleza que existe nas entrelinhas.


sábado, 10 de julho de 2010

Prontofalei!


Escrito junto com a Julia Mendes.

Porque homens são filhos da puta?
Afinal o que esperam?

Quando a gente liga, conversa, procura.... Simplesmente ignoram, como se fossemos o que? NADA!
E quando a gente desiste, eles vem atrás, dizer que gosta, que tá com saudade, que quer ver a gente. PUTAQUEPARIU.
E pior ainda quando tá com outra e fica atrás da gente, fala o que a gente quer ouvir, dá presente, conquista a gente. QUE MERDA!

O que vocês querem afinal?

Mulheres sempre querem que dê certo, a gente tenta, faz o possível e nunca tá bom. Não é suficiente. Tem sempre uma mais bonita, mais gostosa, mais legal, eai você não serve, mas ai você serve pro outro, que tá com outra menos do que a gente é, e fica essa putaria.

Um ciclo vicioso de pura ilusão que é criado pela cabeça dos homens.
Estamos indignadas, porque com tudo isso eles criam monstras que não querem mais nada com nada e depois a ruim é a gente.

RECADO: Parem de enrolar, contar mentiras, iludir, fazer de palhaça. Não quer mais? Fala porra. E se quer fala também. Quer um relacionamento aberto, fala que talvez a gente topa, para de putaria de verdade. Sejam diretos, mulheres não são complicadas, vocês que não deixam as coisas claras.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Perfectly Lonely

Desacredito em tudo que dizem sobre,
Depois de tantos abusos contra meus sentimentos mais sinceros,
E olhando para as pequenas cronicas escritas na minha essência, eu sempre tentei ser para o outro alguém, excelente.
E perto de mais um aniversário, eu me vejo completamente bem com o que sou agora.
Sai daquele cativeiro cheio de regras que não funcionam mais,

objetivo profissional traçado, grandes amigos,
Se o que você tem pra me oferecer é superior, seja bem-vindo!


terça-feira, 6 de julho de 2010

desordem.

Não quero inspirar tristeza,
nem a utopia de paz,
Na verdade existe uma inquietação,
transformações de conceitos e valores,
Um não querer pensar como todas as outras vezes,
Suspender esse ciclo vicioso de sempre e sempre esperar pelo mesmo prêmio no fim do jogo,
Na verdade acabo procurando respostas de todas as maneiras e ignoro as que minha própria cabeça formula..
Afinal estão desgastadas, cheirando a mofo.

E entre a repulsa com meus pensamentos, e o bem-estar simulado,
eu só queria mesmo dizer,
I want you here.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Stand by me - Beatles

Quando a noite tiver chegado
E a terra estiver escura,
E a lua for a única luz que veremos,
Não, eu não terei medo da mesma maneira que quando você fica, fica comigo...

sábado, 3 de julho de 2010

hã?!

Me sinto um tanto indefesa entre todas esses eu's querendo opinar,
qual é o teu problema?
na verdade nenhum,
nenhum que já não tenha existido outra vez, mas sim,
mais fortificado e me deixa com uma certa delicadeza no olhar..
e um receio de passar de novo e de novo,
por mais um dos meus teatros criados com segredos e pertubações de afeto,
e há um grande pesar antes de tudo tornar-se maior do que eu possa suportar,
e não,
eu ainda não posso exaltar o que se manifesta com rapidez aqui em mim.



quinta-feira, 1 de julho de 2010

Súbito.

Esperava anciosa pelo dia que os trabalhos acabassem e que enfim pudesse descansar.
Um dia inteiro sem nada pela frente!

Mas nada mais desconcertante do que uma madrugada de palavras,
Produzindo infinitas vozes na minha cabeça.
São só lembranças recentes,
pequenos rascunhos escritos e jogados no fundo da mala..
Histórias pra contar,
alguém pra te escutar..
Talvez um enlace de companheirismo,

E sempre esse meu querer de ter alguém com quem contar..
Não costumo sufocar outrem,
Mas toda a fantasia me deixa com um rosto suspeito no espelho.

Será uma nova tentação de pensamentos e sentidos?!