segunda-feira, 5 de abril de 2010

Desnorteada

Fico lembrando de tudo que foi dito e
tenho consciência do nada entre nós.
Só não há como negar que a gente se
gosta de um jeito ou de outro,


Independente do que aconteça apenas quero que quando olhe nos meus olhos lembre que sou apaixonada e que todas as vezes que me sinto sozinha é o seu abraço que eu quero, que quando chego em casa é com você que queria conversar, e é você...

Sem mais cobranças e chatices.

Eu desisti de todas minhas ideias malucas e planos pra te impressionar e talvez nem imagine o que já planejei, imaginei, delirei pra nós dois, só que agora o que acontecer será por acaso.

Mas que eu te amo e sinto sua falta
é indiscutivel.


E que fique aqui meu ultimo texto
pra você.





Nenhum comentário: