terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Apaixonada.

Eu não sei como os outros reagem diante do amor, mas eu fico uma boba!
E como é bom ser tonga!
Já não lembrava mais o que era dar um sorriso só de lembrar daquele olhar, de fazer planos, a dor desesperadora, mas gostosa da saudade, o querer beijar só e somente só ele, querer sentir tanto o abraço que quase se consegue.
Olhar uma foto e sentir um aperto de vontade de entrar dentro dela! Querer gritar 'te amo' pra ele ouvir, querer escutar sua voz, querer, querer, querer!
Querer e desejar o melhor. Estar junto, grudado!
Não quero prender, nem amarrar, eu quero apenas ama-lo!
E essa felicidade toda que estou sentindo é porque sim, é correspondido!
É absurdo amar tanto em tão pouco tempo, mas tudo o que digo é sincero e verdadeiro.




Nenhum comentário: