quinta-feira, 5 de março de 2009

?

Não sei bem sobre o que escrever hoje.
É como se minha cabeça quisesse pensar muitas coisas, mas está vazia.
Sem forças, eu diria.

Estou vivendo fora da realidade. Sempre estou pensando no que poderia acontecer se tivesse feito isso ou aquilo. Quase não presto atenção no hoje, no agora.
Eu. Sem um caminho a seguir.
O que penso agora, e talvez seja isso que faça com que me sinta assim é o fato de sonhos que não existem mais.
Preciso de novos planos e projetos, mas não tenho.

Penso: Qual é a coisa que mais quero na vida?
E respondo: Uma familia! Ser mãe.
E o que preciso?
Preciso amar alguém. Sentir que quero essa pessoa pro resto da vida, sentir que não vou ligar quando as primeiras rugas aparecerem, vou saber perdoar cada mania, cada erro. Alguém que desperte em mim a vontade de ser amiga, amante, namorada, mulher.

Só que isso não vai acontecer.
Não enquanto as feridas estiverem abertas, sangrando e eu não deixar ninguém cuidar delas.
Por achar que quem tem que fazer isso, é quem as abriu.
Mas não tem que ser assim, não vai ser assim.

Eu preciso me reerguer sozinha.

2 comentários:

Elisama disse...

É, as vezes temos que tomar decisões tão difíceis! Mais essa é a nossa realidade.

Ah, estou com vergonha, :$
Você escreve MUUUUUITO bem! hehe

Jessica Leme S. disse...

Mesmo o texto deixando claro que pra vc as coisas nao estao sendo faceis, a ultima frase te mostra o quanto vc ja melhorou, se deu conta de que é vc quem tem q curar suas feridas, o que vc tem q pensar é, será que nao fui eu quem deixou cria-las?