terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Apaixonada.

Eu não sei como os outros reagem diante do amor, mas eu fico uma boba!
E como é bom ser tonga!
Já não lembrava mais o que era dar um sorriso só de lembrar daquele olhar, de fazer planos, a dor desesperadora, mas gostosa da saudade, o querer beijar só e somente só ele, querer sentir tanto o abraço que quase se consegue.
Olhar uma foto e sentir um aperto de vontade de entrar dentro dela! Querer gritar 'te amo' pra ele ouvir, querer escutar sua voz, querer, querer, querer!
Querer e desejar o melhor. Estar junto, grudado!
Não quero prender, nem amarrar, eu quero apenas ama-lo!
E essa felicidade toda que estou sentindo é porque sim, é correspondido!
É absurdo amar tanto em tão pouco tempo, mas tudo o que digo é sincero e verdadeiro.




segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Amores Requentados

Não ando pensando tanto em relacionamentos, não quero isso pra mim agora, mas tenho medo de acordar um dia e não ter um relacionamento sincero e ao mesmo tempo acho que sinceridade demais me ferra.

Procurei ser sincera sempre, mesmo que isso me rotulasse como ruim, egoísta, cavala e tudo mais. E mesmo eu sendo assim as pessoas saem da minha vida, mas voltam, e eu acabo deixando meus amores requentados por ai.

Acho que por isso não sofro com o 'acabou' dos relacionamentos, porque eles não acabam pra mim. Posso ligar a hora que eu quiser (embora em não faça isso nunca), e ai fica essa coisa solta no ar.

Só que eu não quero ficar esquentando o que já esfriou. Quero o novo e um relacionamento saudável, mas só daqui alguns anos.






quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Ela gosta é do amor!

'Na sua primeira paixão, a mulher ama o seu amante; em todas as outras, do que ela gosta é do amor.'
George Lord Byron

E talvez seja um dos muitos motivos de relacionamentos vazios. Não há admiração, querer, nem amor ao próximo, é só amor, amor solto no ar,
vontade de amar, amar alguém que não existe...
Entendo o fato de mulheres serem complicadas, eu sou,
Mas já pensou porque complicamos?
Tenho certeza, e falo por mim e não por outras, mas complicamos porque queremos complicar!
Ás vezes ciente, ou inconsciente.
Mulheres querem ser admiradas, amadas, ou pelo menos percebidas.
E na correria desses dias deixamos passar pessoas que poderiam ser interessantes, mas a ambição de querer ser alguma coisa faz com que a gente não perceba ou simplesmente não quereremos ver e depois a gente sente uma pontinha de arrependimento, mas depois vê que nem ta ligando tanto assim.
Eu tenho minhas paixonites, mas nenhuma é a vontade do 'pra sempre'.
Mas mesmo que neguem, todo mundo ainda é romântico.



domingo, 22 de novembro de 2009

O pequeno príncipe




''- Criar laços?
- Exatamente - disse a raposa. Tu não és para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás pra mim o único no mundo. E eu serei para ti a única no mundo... ''





sábado, 26 de setembro de 2009

Estou cansada, estressada, com olheiras enormes, perdi 2 quilos, não tenho tempo pra nada, mas quer saber? To super feliz!
Afinal nada melhor do que se descobrir.
Descobri em mim o poder de ajudar. Que posso fazer a alegria do próximo, dar conforto, paz e rir mesmo que a situação seja de tristeza.
Dois meses de curso, muito pouca experiencia, mas sim estou apaixonada e acredito que vou continuar sendo pelo que vou fazer o restante de minha vida!
E agradeço a uma Mulher por ter me empurrado nesse caminho.

'A Enfermagem é uma arte; e para realizá-la como arte, requer uma devoção tão exclusiva, um preparo tão rigoroso, quanto a obra de qualquer pintor ou escultor; pois o que é tratar da tela morta ou do frio mármore comparado ao tratar do corpo vivo, o templo do espírito de Deus?
É uma das artes; poderia-se dizer, a mais bela de todas as artes!'
Florence Nightingale

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Fragmentos.

Mulheres.
Homens.
Se encontram e se juntam.
Nunca se entendem, se separam.
Acredito que o segredo de dar certo é que não há segredo.
É apenas exaltar os momentos bons, e deixar que o ruins se apaguem da lembrança.
Mas há coisas que não se pode deixar passar...
Mas o que é isso afinal?
As pessoas que conheço, e que são sozinhas, vivem reclamando de não terem companhia.
E milhares de outras pessoas que tem companhia, reclamam por ter.
Seria simples se as que reclamam da companhia se largassem e as que estão sozinhas se encontrassem. Mas não é assim. Não mesmo.
Hoje estou tão confusa que o que escrevo não vai fazer nenhum sentido, nem mesmo pra mim.

Sou nova, e não falo pela idade, mas pela inexperiência com certas atividades.
Como trabalhar, ou fazer algo que me dê orgulho. Ou ter realmente encontrado o que quero fazer além de ter alguém do meu lado.
Acho que ando precisando disso, de vida própria. E tenho certeza que é isso que causa meu mau-humor quase que diário.
Talvez me sinta sufocada com tanta falta do que fazer.

Mas tudo sempre muda, e dessa vez não vai ser diferente, irá mudar de novo.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Bobinha

Meu sentimento é feito de vidro.

Vidro, transparente e frágil, facinho de quebrar.

E sim, trincado ele já estava

E agora acabou de se quebrar...

Posso lhe pedir um favor?

Junta todos os cacos que você achar

e cola o mais bonito que conseguir

Que ai ele será todo seu

É só você cuidar e não derrubar.



quinta-feira, 21 de maio de 2009

Felicidade e amor - buscas separadas!

As pessoas vivem procurando um namorado(a) achando que isso lhe trará felicidade. O que é a maior mentira e a pior maneira de se iludir.
Não se pode achar que a felicidade só póde existir se aquela pessoa está com você. A felicidade é uma coisa para ser somada. 'Eu sou feliz e tenho um namorado'. E não 'sou feliz porque tenho um namorado'.
Já vivi nessa de achar que o mundo é aquela pessoa, mas não podemos deixar que o vazio natural do ser humano nos consuma e faça com que viremos dependentes de outro. Não quero mais isso pra mim e não quero ser isso pra alguém.
Todo mundo precisa de alguém ao seu lado, mas DO LADO, nem abaixo e nem acima. E essa é que é a busca dificil. Alguém que a gente admire, que seja companheiro, amigo, amante, brinque, se alegre, se intristeça com você, mas que sempre, sempre esteja do seu lado.
Alguém que é arrogante com seus problemas e não sabe lidar com os dele próprio ainda tem que aprender muita coisa nessa vida.
Para ser tudo na vida de alguém, primeiro você tem que ser tudo pra você. Se você não é inteiro, não sabe se entender, não pode somar com ninguém.
E isso eu já aprendi. Só não sei se já consegui me entender.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Pensamentos Soltos, traduzidos em palavras...

Estou sempre falando nele.
Não é uma pessoa, um nome, é o sentimento.
Sempre fico questionando o que seria certo no amor.
Eu não gosto de admitir isso, mas sou o tipo de apaixonada que faz tudo quando está realmente afim. Não sei até onde isso me prejudica ou me faz feliz.
Mas me considero uma louca quando lembro de tudo que já joguei fora por causa dele, do amor.
E hoje, levando a vida que eu levo, me sinto até uma outra pessoa. Com toda a calma e falta de atitude.
Sempre fui determinada, decidida, um pouco confusa como toda mulher, mas sempre colocando a boca no trombone e fazendo o que queria.
Talvez esteja parada demais, ou amadurecendo, mas como uma lagarta faz para virar borboleta, eu estou fechada no meu casulo, esperando a hora certa para ser alguém.
Uma oportunidade, Sorte, uma coragem de jogar tudo pro alto e ir atrás do que quero.
Só que agora calculado e muito bem pensado.
Eu vou mudar minha vida sim. E pra melhor.

domingo, 10 de maio de 2009

Independente!

Talvez não seja assim tão ruim de se viver.

Reclamo tanto de tanta coisa. E apesar de ser muito orgulhosa não gosto de ficar sozinha.

E ás vezes penso que sou um tanto fraca por não conseguir isso.

Pensando na minha vida eu vejo que nunca fui solteira. Nenhum amor não-correspondido, até sofri sim com isso, mas da pior maneira: não correspondido, mas comigo, junto, do meu lado.

Não sou batalhadora e nem aquele Mulherão que venceu na vida. Mas sou novinha ainda.

Quero sim achar minha estrada, seguir o meu caminho e ter muitas vitórias pra contar e sair por cima de erros que sei que vou cometer por ser 'cabeça dura'.

Não sei de muita coisa e nem quero me apressar.

Mas sim, eu quero ser Independente!

E pra isso tenho que mudar muita coisa na minha cabeça e vencer traumas que passei e que finjo que não mexem comigo, mas ainda me atormentam.

Minha vida tem dois lados. Posso ver ela como uma história bem triste. Mas prefiro pensar que foi tudo muito engraçado.

E estou me sentindo bem, por ver que apesar de serem poucos os momentos, eu fui feliz em muitas fases.

Mas não to procurando felicidade, porque sei que ela é só uma pequena parte do dia, da semana. É só ver uma criança rindo ou uma amiga com uma história engraçada pra contar.

O que eu quero é me sentir realizada, orgulhosa de várias coisas que eu fiz.
E fiz sozinha!


sábado, 2 de maio de 2009

Sem criatividade.

Uma mãe e a sua filha estavam a caminhar pela praia.Num certo ponto, a menina perguntou: 'Como se faz para manter um amor?'
A mãe olhou para a filha e respondeu: 'Pega num pouco de areia e fecha mão com força...'

A menina assim fez e reparou que quanto mais forte apertava a areia com a mão com mais velocidade a areia se escapava.
'Mãe, mas assim a areia cai!!!'
'Eu sei, agora abre completamente a mão...'
A menina assim fez, mas veio o vento levou consigo a areia que restava na sua mão.

'Assim também não consigo mantê-la na minha mão!'
A mãe, sempre a sorrir disse-lhe: 'Agora pega outra vez num pouco de areia e mantém-na na mão semi aberta como se fosse uma conchinha... bastante fechada para protegê-la e bastante aberta para lhe dar liberdade'
A menina experimenta e vê que a areia não se escapa da mão e está protegida do vento.

'É assim que se faz durar um amor... Com delicadeza'

Sei lá quem escreveu.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Amor

Um Grande amor.
Minha vida está parada!
Eu estou sempre errada.

domingo, 29 de março de 2009

Não!

Se relacionar é muito difícil. Você tem que aceitar manias e ideais diferentes dos seus.
Família não se escolhe, isso todo mundo sabe. Mas não acho tão difícil assim aceitar qualquer coisa que seja do seu sangue! Eu amo a minha família, todinha. Mas os de sangue mesmo, agregados eu deixo pra lá.
Só que amar não é tarefa fácil.
Amar outra pessoa, aquela que você viu um dia em uma festa, escola ou qualquer outro lugar e mexeu com você.
Com o tempo você descobre os defeitos e chatices, todo mundo tem os seus.
E como você reage a isso?
Eu sou o tipo de pessoa que reage muito mal. Engoli tanta coisa absurda que agora to entalada, qualquer coisinha me deixa irritada.
Não vejo o porque de aceitar manias de alguém que também não engole as minhas.
Sou sim uma pessoa geniosa e assumo. Gosto do meu jeito, tem que ser quando e como eu quero.
Não adianta querer me provocar, dar o troco na mesma moeda. Comigo não funciona assim.
Esperar para que eu coloque a mão na consciência e reconheça o meu erro é a melhor solução.
Broncas nunca funcionaram comigo, lições de moral não resolvem nada e lágrimas não me comovem. Sou fria sim, quando percebo que a pessoa é fraca.
E até hoje só conheci uma pessoa que arrancou minha pele de durona.

segunda-feira, 9 de março de 2009

Vazio

Todo ser humano tem o vazio dentro de si. A gente nasce com ele.
Mas cada um tem um modo diferente de encará-lo.
Uns bebem, fumam, usam droga. Tem gente que come, tem gente que não come. Trabalham demais ou não trabalham. Outros ficam insuportavelmente evangélicos. Ou querem suprir isso tentando se completar com outra pessoa. Tem gente que brinca muito, uns ignoram o vazio, tem gente que até fala que tá completo, mas nunca está.

Eu tenho um vazio muito grande comigo. E o problema é que não posso dar apenas um nome a ele. São muitas as coisas que me fizeram ser incompleta. Primeiro porque nunca fica perfeito mesmo. E os outros nem quero citar.

Sou uma menina má. Não totalmente. Mal orientada talvez. Mal compreendida como diria um grande amigo.
Eu preciso, na verdade, parar de melancolia. Me desprender do passado e decidir o meu futuro.
O vazio vai continuar aqui.
Só não posso chegar no final do ano e ver que foi mais um ano, vazio.
O presente tem que ser vivido.

quinta-feira, 5 de março de 2009

?

Não sei bem sobre o que escrever hoje.
É como se minha cabeça quisesse pensar muitas coisas, mas está vazia.
Sem forças, eu diria.

Estou vivendo fora da realidade. Sempre estou pensando no que poderia acontecer se tivesse feito isso ou aquilo. Quase não presto atenção no hoje, no agora.
Eu. Sem um caminho a seguir.
O que penso agora, e talvez seja isso que faça com que me sinta assim é o fato de sonhos que não existem mais.
Preciso de novos planos e projetos, mas não tenho.

Penso: Qual é a coisa que mais quero na vida?
E respondo: Uma familia! Ser mãe.
E o que preciso?
Preciso amar alguém. Sentir que quero essa pessoa pro resto da vida, sentir que não vou ligar quando as primeiras rugas aparecerem, vou saber perdoar cada mania, cada erro. Alguém que desperte em mim a vontade de ser amiga, amante, namorada, mulher.

Só que isso não vai acontecer.
Não enquanto as feridas estiverem abertas, sangrando e eu não deixar ninguém cuidar delas.
Por achar que quem tem que fazer isso, é quem as abriu.
Mas não tem que ser assim, não vai ser assim.

Eu preciso me reerguer sozinha.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Colocando Ordem!

Por muito tempo me deixei agir pela emoção, pela intuição. Como uma criança que vê uma propaganda de brinquedo e tem vontade de tê-lo sem nenhuma razão. Fiquei 4 anos da minha vida assim.

Correndo atrás pelo simples querer. Querer amor, oferecer amor, sonhar com inúmeras coisas. Sonhos, planos, projetos, e me esforcei sim para que dessem certo. Mas a dor de ver que nada deu resultado é enorme. Dê que todas as palavras, promessas e tudo o mais foram apenas jogadas no lixo. Ás vezes me pego sendo pessimista e chorona como estou fazendo agora. E a angustia que sinto de saber que acabou de verdade me deixa com medo. Medo.

Mas não quero ser assim. Quero voltar a ser forte.
Não quero fugir, nem fazer de conta que tudo não aconteceu. Quero superar. Quero sentir que fiz a escolha certa. Talvez demore a passar, ou nunca passe. Só que estou agora com alguém que escuta o que eu digo, e da boca dele sei que não vai sair nada que me ofenda, e sim, eu me sinto bem, me sinto segura, me sinto amada.
O prazer de se sentir amada só não é melhor do que amar.
Mas vou amar de novo. Eu quero sentir tudo aquilo só que agora por alguém que queira sentir o mesmo por mim.

E não tenho pressa, estou disposta a me ajudar, a me curar.
E sei que vou ficar bem, completamente bem!

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Novo Ano!

Ano novo!
Já estamos em fevereiro e minha vida mudou bastante.
Agora estou em paz, me sinto bem, me sinto leve.
Nada como o bem-estar.
Mas sempre tem alguma coisa incomodando a gente. E comigo é sempre a mesma coisa.
O tal do amor que não me deixa quieta.

Deixei uma Grande História para trás. Uma história que com certeza nunca vou esquecer. Está gravada em mim. Mas sem mágoas, ressentimentos, remorsos ou qualquer outro sentimento ruim. Sorrir é tudo que consigo fazer quando lembro dele.

Um amor inacabado, não vivido. Eu sai fugida desse. Mas também não me arrependo. Todo o carinho, os olhares e as duvidas fizeram bem pra mim. Foi o inicio para mudar toda minha forma de pensar.

O novo. Novo amor. Novo sentimento. Novas emoções.
Sempre acreditei que amor é um só. Que jamais amaria outra pessoa como ele. E tenho certeza que não vou amar mais ninguém como aquele sentimento que vivi durante muito tempo.
Afinal aquele sentimento de menina, de sonhar e de amar a pessoa mais que tudo não existe mais em mim.
Agora é uma coisa mais pensada, planejada, um pouco de razão. Mas não deixa de ser um sentimento.
É bom se sentir segura, em paz.
Mas acho que ainda não posso dar a mesma segurança. Meus sentimentos de menina apaixonadíssima ainda me atormentam quando estou sozinha e não tenho o que pensar. Mas meu auto-controle até me surpreende agora.

Acabou. Aquela história acabou.
E agora estou diante de uma folha em branco e só depende de mim fazer com que essa seja mais bem escrita que a outra.