quarta-feira, 29 de outubro de 2008

É?

A minha vó já me disse isso uma vez e hoje um Grande Professor repetiu as mesmas palavras...
"Para se casar com alguém é imprescindível que conheça a pessoa como ela é dentro de casa e principalmente como age e trata seus pais. Pois se ela tratar mal a própria mãe imagine o que não fará com você que não é 'nada' dela? Ninguém muda o caráter, nem por ela mesma, muito menos por alguém."
Concordo muito com isso. E acho também que a gente acaba sempre gostando de alguém que lembra os nossos pais.
E pensando bem nisso tenho um pouco de medo. Até onde vai as mentiras humanas? Alguém não muda mesmo sabendo que suas atitudes são erradas? Quem tem caráter e quem não tem?
Uma das coisas mais dificeis da vida, pelo menos pra mim, é me relacionar com outras pessoas. Apesar de toda minha simpatia, minhas risadas escandalosas, não entendo. Não entendo as pessoas.
Eu não entendo nem a mim e até me acho um pouco ruim. Mas quem não é?

Mas se for ficar pensando você fica louco e se tranca num quarto.
Ninguém conhece ninguém. Ninguém me conhece de verdade.

Pode até conhecer, mas não tudo, não tem como saber tudo um do outro. E é estranho isso, se não sabemos quem realmente a pessoa é, como podemos nos apaixonar por alguém? É mesmo uma coisa sem sentido algum.

Olhar um menino encostado em uma parede com o sol batendo no rosto e com uma bolinha à arremessando
no no chão sucessivamente. Você o acha lindo e começa pensar nele constantemente e sonhar. Foi exatamente assim comigo.
Dois anos esperando ele te notar. Dizendo não pra qualquer um que aparecesse pois tinha que ser 'ele'.
Um amor de menina... Esperei até que ele me enxergasse e viesse junto de mim escrever nossa história.
Depois de um ano e meio de relacionamento e problemas a separação não foi mais por nós, foi a distancia que fez isso com a gente.

E agora, dois anos e meio depois vou voltar. Mas sei que nada é igual. E esse tempo todo foi muito mais decepções que alegrias.
Mas ta aqui dentro de mim esse amor sem sentido, ou eu o invento, ou ele existe.


Vi minhas amigas conhecendo gente, se apaixonando, sofrendo, chutando o balde e recomeçando. E eu aqui, há cinco anos, por um amor de menina, de mulher, ou melhor dizendo, uma obssessão.
Isso é bonito? é vergonhoso? é triste? ou vai ter um final feliz?


Só nós podemos escrever nossa vida; podemos rasgar a folha e jogar fora ou ficar parada olhando a folha amarelar. Precisamos enumerar o que faz bem e o que faz mal. E se livrar do que não serve mais, mas antes disso tem que ter certeza do que é bom e o que não é.
Isso é um grande problema meu - tomar decisões.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Ando completamente desligada.
Desligada da minha vida, das situações, de tudo.
As vezes me sinto um robô.
Uma amiga para conversar seria bom. Mas não qualquer uma. Aquela... aquela que me conhece e me fará despertar! E vai conseguir tocar no nó que precisa ser desfeito. Mas nenhuma delas está perto o bastante.
Amor?? Uma palavra sem significado no momento. Ah se eu senti-se todo aquele ardor, aquela ancia de querer. Não sei se minto. Não sei se sinto.
Nada. você saberia definir nada??Nada - pronome indefinido - significa nenhuma coisa.
É isso, nada! Nada, nada.
Não há um sentimento bonito, nem feio. Não há sonhos grandes e nem pequenos.
Fico constantemente relembrando momentos bons, aqueles ótimos mesmo.
Nada de grandes viajens, grandes histórias. Apenas voltar da escola rindo com uma amiga.
A vó fazer a gente comer um bolo mesmo sem fome.
Passear na tia. Brincar com uma criança qualquer.
Passar o dia entediada no sofá, e mais tarde chegar alguém e te chamar pra conversar.
Alguém que você reencontra e ela pergunta como estão as coisas. Sentar em algum lugar e tomar um sorvete.
Risos, pessoas. Apenas risos e pessoas, umas que passam rapido, outras que são eternas.
Sinto falta disso.Velhos amigos; amigos verdadeiros. Aqueles que te ligam no meio da semana, que aparecem sem nenhum convite, pois amizades de verdade não precisam de convite.
Talvez até ouvir alguém... Me faria bem. E a unica coisa que eu consigo perceber e ter certeza hoje é de quem realmente são amigos pra sempre e quem foi amigo só uma temporada.
E se eu pudesse hoje daria um abraço bem forte e agradeceria às 4 amigas da minha vida.
BF, C, J, B

domingo, 26 de outubro de 2008

Histórias de amor

São tantas histórias de amor que acontecem, que a gente escuta por ai, que a gente vive.
Algumas até são parecidas, mas nenhuma é igual. Cada pessoa é unica. E cada pessoa deixa sua marca. Sejam elas boas ou ruins.
Sou romantica. Extremamente apaixonada por amar.
Histórias de amor eu tenho poucas, bem poucas. Mas vejo beleza nelas.
Cada uma totalmente contrária a outra, mas cada uma me marcou e sempre vou sorrir em lembrar delas.
Sou nova ainda pra dizer que vivi um Grande amor, mas com certeza é uma Grande história.
Sempre achei que amor é um só. E que quando esse chegar vai ser só ele.
Todas as outras histórias seram nada perto deste.
Alguém que possa colocar brilho nos seus olhos, um enorme sorriso... Alguém que você olhe e consiga ter certeza que é com ele que irá passar o resto dos seus dias.
Já senti isso. Já acreditei e tive certeza disso. Hoje, não mais. Talvez pelas decepções que ja sofri.
Eu sou arisca com esses pensamentos e sentimentos.

Casar e ter filhos, sou aquela menina brega que sonha com isso, mas enxergo distante de mim essa felicidade. Não tenho segurança em relacionamentos. Acho que ainda não achei alguém que vai me dar um chacoalhão e dizer ' Hey nós vamos ser felizes!'.

'Nós'... Falta isso no relacionamento da maioria das pessoas. Hoje o mundo é egoísta. é tudo 'eu', 'eu'. É só isso que falte talvez. Pensar em 'nós', no conjunto, pensar juntos e sonhar as mesmas coisas e querer seguir os mesmos caminhos.


Um amigo, um amante.
É preciso achar essas duas coisas em uma pessoa só.

sábado, 18 de outubro de 2008

...

Verdade!
Deveria ser lei, todo mundo poderia ter o direito de saber a verdade, mas não apenas achar, ter certeza realmente!
Até onde vai o interesse das pessoas?
Palavras, é tudo que eu tenho escutado esses ultimos dias. Palavras...
Mas será que elas tem uma base ou seria apenas como a música ' Palavras ao vento..'
Tantas duvidas, incertezas, um turbilhão de pensamentos e sentimentos.
Não é fácil entender.
E meu estado de acreditar já passou, agora é hora de duvidar.
Quem realmente é quem?
Eu quero ao meu lado alguém que confie em mim e quera o meu bem.
Ou talvez, fique sozinha.

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Escolha!

Eu tenho um sério problema: acredito no amor!Dou valor à aquele romantismo exacerbado, suspiro com histórias e promessas, sonho com alguém que entenda até meus segredos mais obscuros, acredito de verdade em tudo que me falam, gosto de ver o brilho nos olhos, o sorriso e a timidez quando se recebe um elogio, acredito na cumplicidade, confio cegamente nas palavras, e me assusto tanto com falsidade que chego a não acreditar que alguém possa mentir. Isso é qualidade ou defeito? Eu não sei, só sei que está me causando problemas.Eu estou sempre me iludindo com promessas vazias, gastando energia com idéias, com planos, com sonhos, e isso só está me desgastando. 'Sempre lutar pelo o que se deseja'.. Ouvi isso várias vezes e sempre procurei fazer, mas quando é a hora de parar? Quando é que não vale mais a pena?Eu realmente não sei. E gostaria que parassem de me dizer tanto, opinar tanto. Preciso ouvir a minha voz, decidir o que eu quero. Não consegui ainda parar e pensar em tudo isso. E acho que ando fugindo. Fingindo que não há nada acontecendo, mas está, eu sei que está.''You make me want to and I do not want.'' (acho horrivel escrever em inglês quando nem se sabe falar, mas resolvi colocar pra fazer um drama).Muitas coisas acontecendo, muito para ser feito, para decidir e eu vou embora.E é sempre assim, eu acordo, eu desperto exatamente quando vou embora. O sentimento de perda é o pior de todos. Já perdi muito e odeio perder, não aceito perder.Não quero perder de novo, mas qualquer caminho que eu seguir eu vou perder.. Perder a chance de saber o que aconteceria se fosse pelo outro.E eu só queria mesmo é estar em paz e fazer a escolha certa.


..

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Eu te amo não diz tudo!

To com preguiça e sem imaginação pra escrever.. Então resolvi colocar esse texto, ele é ótimo!

Eu te amo não diz tudo - Arnaldo Jabor

O cara diz que te ama, então tá! Ele te ama.
Assunto encerrado.
Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três palavrinhas mágicas.
Mas saber-se amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de quilômetros.
A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e palavras.
Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocupa quando as coisas não estão dando certo, que coloca-se a postos para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você quando for preciso.
Ser amado é ver que ele(a) lembra de coisas que você contou dois anos atrás, e vê-lo(a) tentar reconciliar você com seu pai, é ver como ele(a)fica triste quando você está triste, e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d'água.
Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão.
Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente inteiro.
Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que tudo pode ser dito e compreendido.
Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo.
Sente-se amado quem não ofega, mas suspira;
quem não levanta a voz, mas fala;
quem não concorda, mas escuta.
Agora, sente-se e escute: Eu te amo não diz tudo!

"Para conquistarmos algo na vida não é necessário, apenas, força ou talento; é preciso, acima de tudo, ter vivido um grande amor"

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

O mundo se ajeita!

E com o tempo realmente tudo vai criando uma forma e se você parar pra pensar sempre tem alguma coisa que melhorou... Depois de tanta tristeza, de uma tempestade de decepções, ódio, raiva e outra série de sentimentos confusos e ruins parece que a minha vida se acalmou. Sei que nada é tão fácil e que nem a metade foi resolvido. Esse ano estou cheia de decisões à tomar que podem mudar o curso de toda a minha vida, mas sou nova e errar sempre acontece. Mas tenho meus princípios e meus valores, sou sensível embora não deixe transparecer tanto, e acredito de verdade no amor, sou ambiciosa e quando dizem que dinheiro não trás felicidade eu concordo plenamente, mas se eu estiver infeliz pelo menos dinheiro eu quero ter. Quero sentir realização naquilo que vou fazer e orgulho próprio, não é nada de absurdo, é o que a maioria pensa hoje em dia. Mas não quero só isso, quero uma família, filhos, quero ser feliz. E hoje eu estou, mesmo não tendo nada disso que citei. Pra mim a pior coisa é ser mal amada, uma pessoa que não recebe amor é amarga e se torna muito chata. E eu estou bem por ver que agora ele conseguiu me dar valor. Se é falsidade só o tempo vai dizer. Mas o meu amor não é falso, nunca foi. Espero mesmo que as coisas continuem assim, se ajeitando pra mim. E com calma e bom-senso espero sempre poder estar selicionando o que é bom e jogando fora o que é ruim. Quero estar velhinha e poder contar para os meus netos, minhas vitórias. Texto sem sentido algum, mas eu sei oq eu quis dizer. hahah

'Sim meu amor,
Quando a gente quer
O mundo se ajeita..'

Quando a gente quer

O mundo se ajeita...'